Quem sou eu

PROJETO INTERDISCIPLINAR PEDAGOGIA, FILOSOFIA E CIÊNCIAS SOCIAIS 2011 – Coordenadora Profa. Maria de Fátima Quintal de Freitas - O projeto está voltado para o trabalho com a questão dos direitos humanos e valores ético-solidários na convivência escolar diária. Tem como objetivos: criar recursos e materiais didático-pedagógicos, através de oficinas e trabalhos conjuntos, dirigidos à construção de redes de solidariedade e fortalecimento de valores éticos; participar de atividades de elaboração de materiais pedagógicos tomando por base a realidade concreta da escola e sua comunidade; diagnóstico das necessidades na escola e seu entorno;refletir sobre as problemáticas que atravessam a prática docente e a realidade escolar, sabendo identificar e construir estratégias coletivas de enfrentamento; possiblitar a construção de materiais pedagógicos oriundos da realidade escolar integrando-se a essa dinâmica; participar na construção conjunta e participativa de saberes e práticas na dinâmica escolar que possam fortalecer a cidadania e relações éticas...

terça-feira, 11 de março de 2014

Divulgacao de Evento


Evento: "Refletindo sobre intervenção psicossocial e humanitária"
Palestrante: Prof.ª Dr.ª Andréa Fernanda Silveira
Data: 22 de março, das 9h às 12h
Local: Auditório do IFPR - câmpus Curitiba - Rua João Negrão, 1285. Rebouças
Gratuito - Inscrições no local a partir das 8h15min
Haverá certificado para os participantes

segunda-feira, 29 de abril de 2013

PUC-PR: XI CONGRESSO NACIONAL DE EDUCAÇÃO-EDUCERE e II SEMINÁRIO DE REPRESENTAÇÕES SOCIAIS, SUBJETIVIDADE E EDUCAÇÃO - SIRSSE



OBJETIVO:
Disseminar o conhecimento resultante das pesquisas e estudos realizados nos
 cursos de graduação e pós-graduação em educação; Promover o
 aprofundamento de pesquisas no âmbito da educação básica e da
 educação superior; Discutir questões investigadas nos grupos de 
pesquisa da área de educação; Ampliar a integração dos diferentes cursos 
de pós-graduação que se ocupam da formação de profissionais da educação;
 Analisar as políticas públicas que orientam as teorias e as práticas de formação
 de profissionais da educação; Mobilizar pesquisadores, gestores públicos, 
educadores, pais, alunos e a sociedade em geral a envidar esforços na promoção 
da inclusão e justiça social e na construção de uma cultura de paz.
CARGA HORÁRIA:
30
DATA DO EVENTO:23/09/2013 a 26/09/2013
HORÁRIO:8h às 12h; 14h às 18h e das 19h às 21h
LOCAL:PUCPR - CAMPUS CURITIBA - BLOCO ACADÊMICO
PARTICIPANTES:Professores do Ensino Superior e da Educação Básica, estudantes de pós-graduação
 e de graduação.
DATA DE INSCRIÇÃO:28/11/2012 a 23/09/2013
INFORMAÇÕES:3271-1655
URL:www.pucpr.br/educere
COORDENADOR(ES):Romilda Teodora Ens e Clarilza Prado de Souza
VALOR:Até 15/05/2013. Aluno Pós-GraduaçãoR$120,00/ Aluno Graduação PUCPR R$40,00/ 
Aluno graduação externoR$50,00/ Prof.cursoPDE R$60,00/
 Professor Ed.Básica R$80,00/ Prof.Pós-GraduaçãoR$180,00/ Prof. Ens.SuperiorR$150,00/ 
Outros R$180,00
VAGAS OFERTADAS:3000
TIPO DE INSCRIÇÃO:
CONDIÇÃO DE PAGAMENTO:Vencer no dia seguinte


   
Pibid/UFPR realiza Workshop de Novas Tecnologias aplicadas à EducaçãoPDFImprimirE-mail
Sexta, 26 de Abril de 2013 09:19
No dia 4 de maio, o Programa Institucional de Bolsa de Iniciação à Docência da Universidade Federal do Paraná (Pibid/UFPR) promoverá o 2º Workshop de Novas Tecnologias Aplicadas à Educação. O evento acontecerá no Centro Politécnico e no Setor de Ciências Aplicadas da UFPR, em Curitiba. Integram a programação discussões e oficinas abordando os mais variados assuntos referentes à maneira como as novas tecnologias podem ser utilizadas para promover e qualificar as práticas educacionais.
Pibid
O Programa Institucional de Bolsa de Iniciação à Docência (Pibid) é uma proposta de valorização dos futuros docentes durante seu processo de formação. Tem como objetivo o aperfeiçoamento da formação de professores para a educação básica e a melhoria de qualidade da educação pública brasileira.
O Pibid oferece bolsas de iniciação à docência aos estudantes de cursos de licenciatura que desenvolvam atividades pedagógicas em escolas da rede pública de educação básica; ao coordenador institucional que articula e implementa o programa na universidade ou instituto federal; aos coordenadores de área envolvidos na orientação aos bolsistas; e, ainda, aos docentes de escolas públicas responsáveis pela supervisão dos licenciandos. Também são repassados recursos de custeio para execução de atividades vinculadas ao projeto.
(Com informações da UFPR)

domingo, 28 de abril de 2013

INSCRIÇÕES ABRAPSO!


28 de abril de 2013
Aberto as Inscrições de Trabalhos, Oficinas e Mini-cursos
ATENÇÃO:
 AS INSCRIÇÕES ESTÃO ABERTAS!
 Lembramos que quem for apresentar na modalidade Comunicação Oral deverá se inscrever em um Grupo de Trabalho. Já na modalidade Pôster deverá se inscrever a partir de um Eixo Temático. Quem optar em se inscrever como ouvinte, apenas preencha o formulário como ouvinte.

 Agradecemos sua compreensão!
 COMISSÃO ORGANIZADORA - ABRAPSO/2013

PPGE-UFPR

Docentes   
Secretaria      


Calendário de Defesas

2013

DEFESAS DE DISSERTAÇÃO DE MESTRADO

ABRIL

Aluno: Wilson Cabral de Godoy
Título: Tecnologias nas aulas de língua portuguesa: refletindo sobre a formação continuada dos professores
Orientador: Profª Drª Glaucia da Silva Brito
29/04/2013 – 14hs – Sala Homero de Barros - R. General Carneiro, 460, primeiro andar, Edifício D. Pedro I


MAIO

Aluno: Renate Kottel Boeno
Título: Formação continuada para o uso de tecnologias em sala de aula: o que os professores querem
Orientador: Profª Drª Glaucia da Silva Brito
07/05/2013 – 14hs30 – Sala Homero de Barros - R. General Carneiro, 460, primeiro andar, Edifício D. Pedro I

DEFESAS DE TESE DE DOUTORADO

ABRIL

sábado, 20 de abril de 2013

INSCRIÇÕES GT5: Bolsistas PIBID: Pedagogia Interdisciplinar

ABRAPSO

Fonte: http://www.encontro2013.abrapso.org.br/#

RESUMOS EQUIPES: "ENY" E "ERASMO": 


Envio de resumos

Atenção:
O envio de resumos para participar das modalidades "Comunicação Oral" e "Pôster" poderá ser feito a partir do dia 17 de abril de 2013.

Obs.: a princípio, cada equipe (Eny e Erasmo) deverá produzir 3 ou 4 resumos referentes ao Projeto PIBID para este evento da ABRAPSO: XVII ENCONTRO NACIONAL: Práticas Sociais, Políticas Públicas e Direitos Humanos: GT5 (Comunidade, Política e psicologia)

GT 5

GRUPO DE TRABALHO:
Comunidade, Politica e Psicologia

AUTORES:
MARIA DE FATIMA QUINTAL DE FREITAS,
Raquel S. L. Guzzo,
Salvador Antonio Mireles Sandoval

RESUMO:
Proponentes –
Prof. Dra. Maria de Fatima Quintal de Freitas (UFPR) 
Profa. Dra. Raquel S. L. Guzzo (PUCCAMP)
Prof. Dr. Salvador A. M. Sandoval (PUC-SP e UNICAMP)
a) Qual o objetivo deste GT? 
O GT proposto pretende reunir trabalhos que versem a respeito da Psicologia Comunitária e da Psicologia Politica, enfatizando as possibilidades de intervenção e atuação nos diversos contextos e dinâmicas comunitárias, tendo como paradigmas epistemológicos os aportes da Psicologia Social Comunitária e da Psicologia Politica latinoamericanas e suas relações com as práticas psicológicas de intervenção nesses contextos.
Para isso as discussões dirigir-se-ão para: os enfoques teóricos relacionados as abordagens e metodologias de intervenção, no campo da psicologia comunitária e psicologia política, as formas de avaliar e analisar os impactos de intervenção, e para os diferentes modos (qualitativos e quantitativos) de identificar os indicadores da participação comunitária.
Dessa forma, o GT proposto visa analisar a contribuição das psicologia social comunitária e política para esses processos psicossociais de participação e mobilização em redes e contextos coletivos.


b) Qual a relação deste GT com o tema do encontro (Praticas Sociais, Politicas Publicas e Direitos Humanos) e com o eixo temático escolhido? 

O Eixo temático dentro do qual o presente GT proposto se enquadra refere-se ao eixo “Estado, Democracia e Movimentos Sociais”. De acordo com a organização do evento, este eixo apresenta: “Trabalhos que inscrevem a Psicologia como dispositivo de luta pela garantia dos direitos de cidadania, que focalizem os processos de democratização da sociedade brasileira e reflexões sobre a política e o político. Acolhe trabalhos sobre formulação, implementação, análise e controle social de políticas públicas, estudos e intervenções direcionados a diferentes práticas comunitárias, organizativas, grupos/movimentos sociais formais ou informais, comunidades rurais, experiências de interação em espaços urbanos ou rurais, bem como junto a povos e comunidades tradicionais, e ainda, trabalhos na perspectiva da psicologia intercultural” (pagina do site Abrapso – Eixos temáticos)
O GT vem propiciar um debate e discussão com a finalidade de sistematizar o trabalho teórico e de intervenção que se desenvolve nos diferentes contextos e dinâmicas sociais e comunitárias. Esses contextos e dinâmicas constituem-se no gérmen dos processos psicossociais que visam a democratização e a participação dos diferentes grupos, presentes nos movimentos sociais que, simultaneamente, forjam identidades coletivas e que constroem lutas públicas para a garantia, defesa e preservação dos direitos políticos, sociais e cívicos que são o objeto da psicologia social da/na comunidade e da/na política.
Desta maneira, serão aprofundadas discussões em termos de sistematização das práticas e das categorias conceituais que tem acompanhado as intervenções psicossociais no campo da psicologia comunitária e da psicologia política, servindo de sugestões para debates no âmbito das políticas públicas e da defesa e preservação dos direitos humanos, contribuindo, assim, para a formação do profissional no âmbito das diferentes intervenções comunitárias.



c) Que tipo de trabalho será acolhido e quais as discussões que o GT pretende promover?

Serão acolhidos trabalhos de pesquisa e de intervenção, e também de experiências de intervenção, que enfoquem os três eixos principais que orientam este GT, a saber:
- Eixo da Comunidade: serão acolhidas as produções relativas ao desenvolvimento da organização e participação comunitária. 
Considera-se Comunidade em um amplo espectro de sentidos, envolvendo: a) os diferentes tipos de associação e agrupamento (diferentes movimentos associativos e de cidadania), b) os contextos e dinâmicas comunitárias com diferentes matizes de agrupamento e/ou finalidade e/ou papel político (como por exemplo os sindicatos, ONGs, OCIDIS, práticas do terceiro setor e empreendedorismo social, cooperativas, grupos de mulheres, jovens e parcelas da população em situação de vulnerabilidade social, entre outros) , c) diferentes processos psicossociais presentes nas formas de organização e mobilização comunitária (como por exemplo, politização das praticas e cotidiano, redes de apoio comunitario, sentimentos de pertença, sentimento psicológico de comunidade, consciência e identidade nos processos de participação, entre outros), e d) outras formas de organização e mobilização coletiva .
- Eixo da Politica: serão realizadas discussões que envolvam trabalhos que tratem da dinâmica de relacionamento entre Comunidades e Esferas Públicas, dirigidos e/ou comprometidos com a busca, defesa e preservação dos seus direitos, materializados na rede de relações comunitárias .
- Eixo da Pratica e Formação de Profissionais: serão realizadas discussões que envolvam trabalhos dirigidos à intervenção psicossocial em comunidade, enfocando a análise dos processos psicossociais de participação e conscientização no âmbito das comunidades e dos agentes comunitários (equipe de profissionais e grupos de lideres e representantes nas comunidades e demais grupos. Tambem serão acolhidos trabalhos que permitam uma discussão a respeito do processo de formação de profissionais no campo das práticas e intervenções comunitárias.



Modalidades

Conferência de Aberturaexposição sobre o tema central do Congresso, realizada por pesquisador(a) conhecido(a) por sua relevância no âmbito da Psicologia Social e suas interfaces, convidado(a) pela Comissão Científica do evento.

Simpósiosessão com três palestrantes convidados pela Comissão Científica que farão debates articulando os eixos temáticos do encontro.

Grupo de Trabalhoos Grupos de Trabalho (GT) serão propostos por três pesquisadores/as doutores/as sócios da ABRAPSO, vinculados a diferentes instituições de ao menos dois estados brasileiros. O objetivo desses GTs é promover discussões temáticas e interdisciplinares dos proponentes e de outros participantes que queiram, após divulgação dos GTs aprovados, inscrever trabalhos no mesmo. Desse modo, haverá dois momentos de inscrição nesta modalidade de atividade: inicialmente, será feita a inscrição dos GTs pelos proponentes. Os GTs serão avaliados pela comissão científica do evento e, uma vez aprovados, serão divulgados para que outras pessoas interessadas inscrevam suas comunicações orais vinculando-as a um desses GTs. Essas comunicações orais, após uma primeira avaliação coordenada pela comissão, serão avaliadas pelos proponentes dos GTs, os quais serão responsáveis pela organização das sessões de apresentação e por coordenar os debates.

Comunicação Oral em Grupo de Trabalho(inscrições abrem após a aprovação dos GTs) Cada trabalho poderá ser inscrito em 01 (um) Grupo de Trabalho, porém deverá indicar no momento da submissão o GT de opção 1, opção 2 e opção 3. Os trabalhos serão selecionados e agrupados pelos/as coordenadores/as dos GTs. As comunicações terão duração de 15 minutos, seguidas de discussões mediadas pelos/as coordenadores/as do GT. 

Pôster: apresentação de relatos de pesquisas ou experiências de trabalhos concluídos, selecionados pela comissão científica do evento. O pôster é uma forma de divulgação de trabalhos em que a dimensão visual se destaca, sendo a estética da apresentação importante aspecto a ser avaliado.

Manifestações culturais: apresentação de trabalhos que dizem respeito às artes plásticas (desenhos, pinturas, esculturas e ilustrações), música, poesia, dança, exibição de vídeo ou apresentação de peça teatral, que tenham relação com o tema geral do evento e um de seus eixos temáticos. A aprovação das propostas de manifestações culturais será feita por curadoria designada para esse fim.

Oficinas ou Mini-Cursos: atividades articuladas à temática central do Encontro que visam a atualização dos participantes, ministradas por pesquisadores doutores com produção acadêmica consoante com a perspectiva crítica característica da ABRAPSO.

Diretrizes Gerais para inscrição de Grupos de Trabalho

ATENÇÃO!
SOMENTE PESQUISADORES/AS DOUTORES/AS PODERÃO PROPOR GRUPOS DE TRABALHO.As inscrições para as demais modalidades de participação no evento (ouvintes, comunicação oral e pôster) estarão abertas em breve (após a aprovação de todos os GTs).


Grupo de Trabalhoos Grupos de Trabalho (GT) serão propostos por três pesquisadores/as doutores/as sócios da ABRAPSO, vinculados a diferentes instituições de ao menos dois estados brasileiros ou dois países.

1.      Cada proponente/debatedor deverá efetuar sua inscrição no encontro individualmente, sendo que apenas um dos proponentes realiza a inscrição do Grupo de Trabalho, de acordo com as diretrizes abaixo.
2.      Os proponentes poderão propor somente 01 (um) GT no evento, pois cada GT receberá trabalhos a serem avaliados e que, em sendo aceitos, serão apresentados e debatidos sob a coordenação dos proponentes. Em decorrência, o mesmo GT poderá ter entre uma e três seções.
3.      Todas as inscrições devem ser feitas por via eletrônica.
4.      Os resumos dos GTs devem ser inscritos de acordo com os eixos temáticos.
5.      Os resumos devem ser incluídos diretamente no campo do formulário (sem formatação) e devem ter entre 1000 e 4000 palavras.
6.      A proposta do GT deverá orientar-se pelas seguintes questões: a) qual o objetivo deste GT? c) qual a relação deste GT com o tema do encontro e o eixo temático escolhido? b) que tipo de trabalho será acolhido e quais as discussões que o GT pretende promover?
7.      A seleção das propostas de GT será realizada pela comissão científica do evento. As propostas serão avaliadas pela sua consistência, relevância, clareza, vinculação à temática do evento e a um ou mais dos eixos temáticos propostos. Caberá à comissão científica deliberar sobre propostas que não atendam a estas orientações.
8.      Os GTs poderão acontecer em mais de uma sessão, de acordo com a quantidade de comunicações orais posteriormente inscritas e aprovadas em cada GT;
9.      Para se efetivar, o GT deverá comportar no mínimo 06 trabalhos aprovados, sendo que o limite máximo por GT será de 20 trabalhos.
10.  São responsabilidades dos/as coordenadores/as de GTs:
a) Receber, avaliar e selecionar os trabalhos inscritos no seu GT e pré-selecionados pela comissão científica;
b) Postar, nas datas previstas, a relação de trabalhos aceitos em seu GT;
c) Organizar as sessões de apresentação;
d) Abrir o GT com a apresentação dos trabalhos dos três doutores/as proponentes do GT;
e) Coordenar as atividades do GT durante o Encontro Nacional da ABRAPSO;
11.  O pagamento da inscrição dos proponentes de GT deverá ser realizado até o dia 16 de abril 2013.
12.  O resultado será divulgado no site do Encontro Nacional da ABRAPSO até o dia 09 de abril 2013.
  (Após divulgação dos GT's aprovados, haverá um prazo de uma semana para pagamento da inscrição)

ATENÇÃO:
Informações para proponentes de Grupos de Trabalho:
 - Todos/as os/as proponentes de GT devem se inscrever.

- Dentre os/as responsáveis pelo GT, apenas uma pessoa fará a inscrição do GT, inserindo as informações necessárias (eixo temático, título e resumo).

- Após a primeira inscrição do GT (realizada por apenas um/a proponente), o sistema irá gerar um código que deverá ser compartilhado entre os/as colegas parceiros/as que também estão propondo o GT. Nesse caso, esse/a proponente deverá informar, no campo TIPO DE SUBMISSÃO, que esta é a primeira inscrição do trabalho.

- Quando os/as demais proponentes forem se inscrever, no campo TIPO DE SUBMISSÃO, deverão selecionar o item COAUTORES JÁ CADASTRADOS e, logo em seguida, informar ocódigo fornecido ao/à primeira proponente. Esse código irá informar que tal proponente já faz parte de um GT proposto, de modo que não será necessário fornecer novamente as informações do GT.

Obs: parece complicado, mas o formulário é claro e muito intuitivo!




Diretrizes Gerais para inscrição de outras atividades

Comunicação Oral em Grupo de Trabalho(inscrições abrem após a aprovação dos GTs) Cada trabalho poderá ser inscrito em 01 (um) Grupo de Trabalho, porém deverá indicar no momento da submissão o GT de opção 1, opção 2 e opção 3. Os trabalhos serão selecionados e agrupados pelos/as coordenadores/as dos GTs. As comunicações terão duração de 15 minutos, seguidas de discussões mediadas pelos/as coordenadores/as do GT. O proponente da Comunicação Oral em Grupo de Trabalho necessitará, para a submissão de seu trabalho: o título (máximo 15 palavras); nome completo e afiliação institucional do autor/a e dos co-autores/as (caso haja); o resumo da comunicação (entre 500 e 800 palavras), contendo: o objetivo do trabalho; a relação com o GT e o eixo temático escolhido; orientação teórica; método; resultados e conclusões. Cada inscrito/a poderá submeter apenas um trabalho na qualidade de autor/a, sendo este 1 (um) pôster ou 1 (uma) comunicação oral ou 1(uma) Oficina/Mini-Curso; poderá também, além dessas atividades, inscrever 1 (uma) manifestação cultural. Como co-autor/a o número máximo é de 03 (três) trabalhos por inscrito/a.

Pôsteresdestinam-se à apresentação de relatos de pesquisas ou experiências de trabalhos concluídos em formato de pôster, com dimensão de 0,90 de largura x 1,10m de altura. Por se tratar de mídia em que a dimensão visual se destaca, o proponente de Pôster necessitará, para a inscrição de seu trabalho: o título (máximo 15 palavras); nome completo e afiliação institucional do autor/a e dos co-autores/as (caso haja); o resumo do trabalho (entre 500 e 800 palavras), contendo: o objetivo; a relação com o eixo temático escolhido; orientação teórica; método; resultados e conclusões; a proposta de layout do pôster. Uma Comissão Avaliadora indicada pelo Comitê Científico selecionará os melhores trabalhos, a serem premiados.

Manifestações culturaiscompreende a apresentação de trabalhos que dizem respeito às artes plásticas (desenhos, pinturas, esculturas e ilustrações), música, poesia, dança, exibição de vídeo ou apresentação de peça teatral, que tenham relação com o tema geral do evento e um de seus eixos temáticos. O proponente de Manifestações Culturais necessitará, para a inserção de seu trabalho: o título (máximo 15 palavras); nome completo e afiliação institucional do autor/a e dos co-autores/as (se houver) e o resumo da apresentação (entre 500 e 800 palavras). Deve também assinalar o tipo de manifestação (Artes Plásticas, Música, Poesia, Dança, Exibição de Vídeo, Peça Teatral, Outro) e o espaço necessário. Os materiais utilizados serão de responsabilidade dos proponentes (exceto computador e projetor multimídia). A aprovação das propostas de manifestações culturais será feita por curadoria designada para esse fim.

Oficinas ou Mini-Cursoscompreende a inscrição de Oficinas ou Mini-Cursos articuladas à temática central com Encontro, com duração média de duas horas sendo os materiais utilizados nos mesmos de responsabilidade dos proponentes (exceto computador e projetor multimídia). É necessário, para a inscrição desta modalidade de atividade: o título (máximo 15 palavras); nome completo e afiliação institucional do/s proponente/as e o resumo da proposta da Oficina/Mini-Curso (entre 1000 e 4000 palavras), com a justificativa da relação da atividade com o tema do Encontro e sua contribuição à formação/atualização em Psicologia Social.

Lançamento de livrosem local e horário definidos pela Comissão Organizadora (ver programação). O proponente de Lançamento de Livros necessitará apresentar a proposta de livro a ser lançado, com as seguintes informações: título do livro; editora; ano de publicação; resumo do livro; nome completo de cada autor/es. No caso de coletânea, informar o nome do/s organizador/es, o título de cada capítulo com seus respectivos autores.

Atenção: Acompanhe o site da ABRAPSO para não perder o dia da inscrição!